• Alexandre Osorio

Diferença entre nicho, público-alvo e persona

Atualizado: 4 de abr.

Primeiramente, precisamos diferenciar público alvo, nicho e persona. São coisas diferentes e nesse momento precisamos definir apenas um nicho e um público-alvo para sua Startup.


1) NICHO


O nicho é algo muito mais amplo, porém basicamente é definir qual área sua Startup irá atuar. Atualmente existem vários tipos de nichos que você pode atuar com um negócio de tecnologia, abaixo, vou citar alguns e colocar ao lado o mercado que se refere.


Podemos citar:


  • Martech: Nicho de startups que atuam no mercado de marketing.

  • Lawtech: Nicho de startups que atuam no mercado jurídico.

  • Fintech: Nicho de startups que atuam no mercado financeiro.

  • Retailtech: Nicho de startups que atuam no mercado financeiro.

  • Healthtech: Nicho de startups que atuam no mercado financeiro.



 

Existem muitos nichos que você pode atuar, porém, nesse momento, você já deve ter definido ou muito próximo de definir o nicho exato que quer atuar.


Após definir isso, vamos aprofundar um pouco mais, para segmentar dentro do nicho, o seu público-alvo.


2) PÚBLICO-ALVO


Para ficar mais simples, vamos pegar um exemplo. Lembra que no início da nossa trajetória, nós iniciamos querendo construir uma plataforma que conecta prestadores de serviço a clientes.


Agora seria o momento de entender quem é o público que atendemos. Dentro do nicho de prestação de serviços, precisávamos encontrar o nosso público-alvo, pois é muito abrangente.


Vamos parar para pensar em alguns possíveis públicos. Exemplos: Profissionais de Construção Civil Profissionais de Serviços Gerais Profissionais de Artesanato Profissionais de Consultoria E assim por diante, já imaginou tentar resolver o problema de todos eles de uma vez só? Loucura, não é?


Pois é, foi exatamente o que começamos a fazer, e isso nos deu um baita aprendizado. Então, não cometa o mesmo erro, bora segmentar seu público-alvo?




 

Primeiro, defina seu nicho. Agora, é o momento de pensar no público que tem o problema que você quer resolver. Para ilustrar e ficar mais fácil para você entender, vou utilizar o exemplo do Tahnamão!


Depois de 1 ano aproximadamente, nós decidimos um público-alvo, foi quando começamos a ter melhores resultados e validamos o nosso produto.


Nós decidimos trabalhar com Imobiliárias na ponta de clientes, ajudando elas a encontrar profissionais para resolver o problema de seus inquilinos. E do outro lado, focamos nos profissionais de construção civil e serviços gerais, pois era a demanda da imobiliária.


Com isso, em apenas 90 dias, conseguimos validar o nosso produto, aumentar a quantidade de transações no negócio, também a receita da nossa Startup e assim, avançamos alguns passos importantes na nossa jornada.


3) PERSONA

É a criação de um ou vários "perfis" que descrevem quem é a pessoa ideal que compra seu produto.


Para isso sua empresa precisa mapear quais são suas dores e necessidades diárias, comportamentos, experiências, hábitos além de outros detalhes importantes que demonstram como ele toma decisões.


É você entender realmente de fato quem é o seu o seu cliente e suas histórias pessoais, motivações, objetivos, desafios e preocupações.


Em resumo é o cliente ideal do seu negócio.


Entender e diferença desses 3 conceitos e aplicá-los na sua empresa é fundamental para nortear as estratégias de vendas, marketing e de conteúdo.

 

Gostou do conteúdo?

Aprofunde ainda mais os seus estudos baixando o nosso e-Book "Do zero até a criação da sua startup".


Valeu, espero ter ajudado e #BoraPraAction


Com carinho,


Alê Osorio


CEO da Sozei

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo